Publicado em 2 comentários

Arrependa-se! Renda-se ao Governo de CRISTO!

Leitura e Reflexão:

1 Samuel 7:3 – Jó 11:13,14 – Mateus 4:10 – Isaías 55:7,8
Neemias, 9:2-4; Mateus 3:2; Marcos 6:12

Amigo(a), o chamado ao arrependimento não é algo novo, tampouco é algo ultrapassado. Dia após dia, eu e você somos chamados a nos arrepender!

Desconheço sua vida, sua prática religiosa e suas convicções; ainda assim tenho o dever de fazer esta mensagem chegar até você, porque não posso me calar.

Hoje grande parte da sociedade professa crer em um Deus Criador, e outros dizem crer no DEUS da Bíblia Sagrada.

Entenda… Quer concorde ou não, a Bíblia Sagrada é a Palavra de DEUS escrita. Nela encontramos o conselho de DEUS para o Seu povo. Se você faz parte deste povo – o povo de DEUS – tem que seguir Seus conselhos.

Hoje DEUS está chamando você ao arrependimento! O arrependimento deve ser contínuo enquanto você viver! Você precisa arrepender-se cada dia, cada vez que não expressa a vida que DEUS quer que você viva!

Se você professa a fé cristã (se é um seguidor de JESUS CRISTO), certamente houve um dia em que, arrependido(a) de sua vida fora da vontade de DEUS, pediu para ser batizado(a), tendo, então, seu corpo imerso (totalmente mergulhado) nas águas – seja de um tanque, piscina, rio ou mar – obedecendo ao que JESUS ordenou em Mateus 28:18-20 e Atos 2:38-41. Se assim é, então você precisa entender de uma vez por todas um fato…

O arrependimento faz parte da vida cristã. O arrependimento é parte essencial da vida cristã. Precisamos nos arrepender verdadeiramente de nossos pecados e de nossa corrupção, de nossa incredulidade e independência. Entenda, entretanto, que arrependimento não é a mesma coisa que “remorso”.

O autêntico arrependimento possui características que mostram o nível de arrependimento de alguém, que mostram se é ou não autêntico… Arrepender-se, é:

  • Sentir tristeza por sua condição ou ação praticada – RM. 7:10;
  • Confessar o pecado ou ação cometida – PV. 28:13; TG. 5:16;
  • Converter-se de seu erro, mudando de caminho ou atitude – 2 CR. 7:14; EZ. 3:19; TG. 5:20; EF. 4:25, 28, 29

Outra coisa muito importante… Não se deixe contaminar com os “baalins ou astarotes”. No texto de 1 Samuel e também em Neemias, o povo de Israel foi exortado a se converter ao SENHOR (JEOVÁ) com todo o seu coração, tirando do meio deles as imagens de Astarote e de Baal (divindades pagãs). Imagem relacionada

O povo de Israel achava que estava agradando a DEUS, conservando em seu meio uma prática que DEUS condena: a idolatria. Hoje não é diferente entre aqueles que pensam estar servindo ou vivendo para DEUS… Com os lábios professam ser cristãos, mas conservam em suas vidas seu próprios ídolos.

E você? Já removeu a idolatria de sua vida? E da sua casa?

Você pode, sinceramente, afirmar que o Reino e a justiça de DEUS são prioridade em sua vida, que ocupam o primeiro lugar (Mateus 6:33)? Ou será que o Reino de DEUS fica com o que sobra do seu tempo, de suas energias e de suas finanças?

Você pode, de fato, afirmar que JESUS é o SENHOR e governa a sua vida, e que você procura viver para ELE, ou JESUS é apenas mais um “conceito” ou uma “ideia” que você mantém em seus pensamentos?

Resultado de imagem para idolatria é pecadoVocê adora e clama unicamente a JESUS como seu SENHOR e único Mediador entre você e DEUS1 Timóteo 2:5 – ou ainda faz orações a alguém mais “além de JESUS”, mantendo, dessa forma, algum ídolo em seu coração ou em sua casa?

Arrependa-se! Obedeça somente ao Evangelho!

Obedeça ao Evangelho do Reino de DEUS, o Evangelho que foi pregado inicialmente por João Batista, depois pelo próprio JESUS e também pelos Seus discípulos e apóstolos. Abandone qualquer doutrina ou ensinamento e prática que contradigam o que JESUS e Seus apóstolos ensinaram. Se você professa a fé cristã, deve obedecer tão somente ao que JESUS CRISTO ensinou.

Resultado de imagem para falsos pastoresNão se deixe enganar pelos lobos e mercenários deste século, por aqueles que se intitulam pastores, líderes, bispos, apóstolos, mas que só querem o que você pode lhes oferecer (seus bens), e afastam você da obediência à sã doutrina…

Tais “líderes” apenas exploram você e aproveitam-se de sua ignorância para enriquecer às suas custas. Eles, contrariam o que JESUS ordenou em Mateus 6:19 – “não ajunteis tesouros naterra…” e aumentam suas próprias riquezas e o patrimônio de suas acalentadas “denominações facciosas”. Usam o dinheiro de seus fiéis para construir seus próprios “impérios”, alimentando sua luxúria e avareza.

Resultado de imagem para falsos pastoresArrependa-se! Converta-se! Obedeça a DEUS e renda-se a CRISTO! Deixe que CRISTO governe sua vida.

Publicado em Deixe um comentário

NOVIDADE DE VIDA

Leitura:  Romanos 6:4

Nascemos pecadores! Nosso ego, desde muito cedo, exige atenção e, mais que isto, quer ser “servido”. Almejamos ser o centro do universo, julgamos que todos devem satisfazer nossas vontades. Somos assim desde o berço!

Pensamos que um bebê é “puro” e “inocente”… Que engano! Desde cedo ele tenta “manipular” aqueles que estão à sua volta… Chora, pendindo atenção!

Crescemoms, e encontramos novas formas diferentes de “manipulação” das pessoas… Essa é nossa natureza! Queremos ser servidos! Queremos ganhar sempre! Ter! Queremos sempre mais e mais, nunca estamos satisfeitos. Nosso ego quer “estar no trono” e “governar” tudo e todos. Queremos ter o controle de tudo!

Quando algo foge ao nosso controle, ficamos aborrecidos, irritados, nervosos. Buscamos sempre os nossos interesses e, se necessário, mentimos e “lutamos” por eles.

Depois, conhecemos o dinheiro e as coisas que ele pode comprar… É quando, então, nossa vil natureza começa a se agigantar; se não tomarmos cuidado, o “amor ao dinheiro nos subjugará” e seremos capazes de “fazer qualquer coisa por dinheiro”.

Nesse momento, se sucumbirmos ao amor ao dinheiro, teremos entrado pelo “caminho de Balaão”, que “amou o prêmio da injustiça”. Sem dúvidas, não há esperança para nossa natureza! Estamos condenados!

Não há como “melhorar” a humanidade!

A única esperança, a única saída, é uma “nova vida”, uma “nova natureza”.

E foi isto que JESUS nos trouxe!

JESUS não veio pregar uma nova religião!

JESUS não veio ensinar uma nova “filosofia”!

ELE veio nos trazer “VIDA”!

Publicado em 1 comentário

A MISSÃO DE UM DISCÍPULO DE JESUS

Leitura: MT. 28:18-20; MC. 16:15,16; AT. 1:8; 2:38-41; 1 PE. 2:9

Nos momentos finais do SENHOR JESUS aqui na Terra, antes de ascender aos céus, ELE delegou aos Seus discípulos uma missão…
JESUS lhes deu a seguinte ordem: “Ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que EU vos tenho mandado…” (MT. 28:19)

Para cumprir essa missão, cada discípulo de JESUS deve ser “uma testemunha” de JESUS (AT. 1:8), anunciando as virtudes daquEle que nos chamou das trevas para Sua maravilhosa luz (1 PE. 2:9). Não é necessário ser um “pregador eloquente”; basta partilhar com as pessoas com quem convive, o que JESUS tem feito em sua própria vida – JO. 4:29-42.

Quatro Ações / Atitudes

Cada discípulo de JESUS, após ter experimentado o novo nascimento, ter sido batizado, ensinado e revestido pelo Espírito Santo, deve manifestar quatro atitudes:
1a. Atitude – “Ide”! Esse verbo está no imperativo, indicando uma “ordem”, um “mandamento”. Ide indica que é preciso “ir”, mover-se em direção aos homens, às pessoas que não estão sob o governo de DEUS. Isto se aplica tanto à incrédulos quanto à religiosos. “Ir” é “sair” da comodidade e do conforto e “lançar a semente”, semear a Palavra de DEUS – MC. 4:14.

2a. Atitude – “Ensinai” ou “fazei discípulos” – MT. 28:19. Essa ação de “ensinar”, aqui, estsá referindo-se à doutrina de JESUS CRISTO (2 JO. 9,10; AT. 2:42; 1 TM. 6:3-10; …), e não à qualquer filosofia, dogma ou ensinos dos homens, voltados ao lucro e ao interesse próprios. É ensinar o que JESUS ensinou, o que os apóstolos ensinaram, o que a Bíblia ensina… não “torcendo” as Escrituras de acordo com a conveniência humana.

3a. Atitude – “Batizando-os”. Quem faz um discípulo de JESUS é responsável por “batizar” e “cuidar” do neófito (novato na fé).

4a. Atitude – “Ensinando-os a guardar todas as coisas que EU vos tenho ordenado”. É preciso que o discípulo aprenda “todas as coisas que JESUS ensinou e mandou”.

Nessas quatro atitudes podemos diferenciar os discípulos de JESUS dos demais religiosos, dos que ensinam “doutrinas dos homens” em contra-posição à doutrina de CRISTO (MT. 15:9,13,14).

Que tipo de doutrina estamos recebendo?
Em nossos dias as pessoas correm de uma parte para outra, buscam ouvir algo que faça com que “se sintam bem”… Que “massageie seus egos”, que lhes dê esperança

Em troca disto, multidões estãos dispostas a investir tudo o que têm, e muitos têm se servido desa ânsia do ser humano pelo sobrenatural, pelo “diferente”, para criar seus sistemas religiosos capitalistas, com os quais têm enriquecido às custas do dinheiro alheio e da ignorância do povo.

Pseudo-pastores (se fossem verdadeiros, iriam conduzir o povo à uma só fé – EF. 4:2-6, 11-16 – e não à tantos “tipos de fé” diferentes) têm conduzido as pessoas por meio de ensinos contrários à Palavra de DEUS, pois têm torcido o sentido das Escrituras de acordo com suas conveniências. Têm mistificado o mundo espiritual e induzido multidões ao engano, torcendo ou invertendo aquilo que a Palavra de DEUS nos ensina.

Os dízimos e ofertas que os apóstolos usavam para surir as necessidades dos discípulos (AT. 2:45; 4:32-35), hoje são usados para construir e manter belos e suntuosos templos. Um desperdício de recursos, se compreendermos Atos 7:48 e 17:24.

Objetos “ungidos” são apresentados ao povo como tendo “influência sobrenatural” ou “poderes místicos” para socorrer as pessoas em seus dilemas. Assim, um “sabonete ungido” pode ajudar quem lavar-se com ele, curando doenças ou coisas do tipo. Uma “caneta ungida” seria uma grande ajuda para “passar em concursos públicos” e nas “provas escolares”, etc. Pura “feitiçaria gospel”!

Lançam sobre diversos objetos a força psíquica de suas almas, para atender suas conveniências e desejos, e ousam usar DEUS e Sua Palavra para justificar os absurdos praticados por sua religião.

No passado, a chamada “Igreja Católica Apostólica Romana” usou a ignorância de seus fiéis para matar milhares de cristãos e queimar milhares de Bíblias, no período da história chamada “Inquisição”. Depois, no período das “Cruzadas”, mandou milhares de pessoas ao genocídio. Mas tudo isso foi feito “em Nome de Deus”… E há quem considere essa religião como sendo a “Igreja de JESUS” citada em Mateus 18. Quão longe estão da verdade! Veja-se, por exemplo, o mandamento para os “bispos” em 1 Timóteo 3:1-10… E compare com a prática do catolicismo romano…

O mesmo ocorre com as outras religiões! Sempre usam passagens bíblicas fora do seu contexto para criar suas doutrinas, tais como dizer que o “templo” é “a casa de DEUS”, usando o Salmo 122:1 associado com 1 Timóteo 3:15, ignorando, de todo, o que está dito em Atos 7:48 e 17:24 associado com Hebreus 3:6 e 1 Pedro 2:5.

Além, é claro, de muitos outros textos que são torcidos para atender Às suas próprias conveniências. Atualmente surgem grupos e filosofias, religiões e templos… Há crenças para todos os gostos… Entretanto, cada uma e todas elas são reprovadas por DEUS e pela Sua Palavra, pois “DEUS não é Deus de confusão” – 1 Coríntios 14:33.

Publicado em 1 comentário

O Evangelho do Reino de DEUS ou a Religião do Homem… O que você segue? (Parte II)

Leitura: MC. 16:15,16; 1:15; MT. 4:23

Portanto, se de fato eu amo a DEUS e a JESUS CRISTO acima de tudo e de todos, eu guardo (obedeço) a Sua Palavra.

A “prova se amo oou não a JESUS está no valor que dou à Sua Palavra. Se realmente O amo, bou buscar conhecer mais e mais a Sua Vontade (RM. 12:1,2) buscando-a na Sua Palavra – JO. 5:39.

Se, entretanto, eu não me aplico a conhecer a Palavra de DEUS, isto prova que, de fato, eu não amo a DEUS, nem mesmo creio nELE ou na Sua Palavra. Posso ser religioso, falar muito sobre DEUS, sobre a Palavra de DEUS, etc. Mas se não busco conhecer a Sua Palavra acima de tudo, não amo a DEUS.
Qual é a nossa situação?

Estou disposto a obedecer a DEUS e a fazer a Sua vontade?

Muitos acham que estão obedecendo a DEUS quando, de fato, não só não O estão obedecendo, como O estão desobedecendo.

Isso porque preferem escolher, na Bíblia Sagrada, só os textos que lhes são convenientes, e que não contrariam seus próprios conceitos e sua preciosa religião. Por desconhecerem a Palavra de DEUS, as pessoas geralmente “escolhem” qual religião vão seguir, baseadas em regras como:

Tradição, Preferem continuar na religião que seus pais ou antepassados seguiram, ou escolhem uma religião que já tenha uma certa “tradição histórica”; assim temos os que são (por tradição) católicos, batistas, assembleianos, metodistas, presbiterianos, adventistas, menonitas, etc. Claro, há os que escolhem a religião pelo “bem-estar” que esta pode lhe oferecer em seus templos, ou então pelos “arranjos musicais” que são apresentados. Outros, ainda, por causa do tipo de “liturgia”.

Uma grande maioria acredita nesta afirmação de Gandhi…

Quão longe estão da verdade! Por isso acreditam que “não importa que religião estejam seguindo, todas levam para DEUS”. Ninguém consulta a DEUS para saber o que ELE fala a respeito disto!

Ninguém consulta a DEUS e nem examina a fundo a Sua Palavra, para ver se estão seguindo e sendo ensinados em toda a verdadeJoão 16:13 – ou se, apesar da “aparência” da sua religão, estão seguindo o “grande enganador”, Satanás – AP. 12:9.

Vou colocar aqui as caracteristicas dos seguidores de JESUS CRISTO, da Igreja que JESUS está edificando – MT. 16:18, juntamente com alguns textos bíblicos… Então eu convido você a examinar os textos a seguir (dentro de seus contextos), e a “provar” ou “examinar” à luz da Palavra de DEUS, e verificar se “sua religião” obedece e ensina você a obedecer a DEUS…

QUANTO À DOUTRINA

Leitura: MT. 28:19,20 – 6:19,33; LC. 16:9-13; MT. 6:24; AT. 20:27, 29-35

No primeiro texto, JESUS ordena aos Seus discípulos que “façam discípulos”. Manda que ensinem a guardar todas as coisas que ELE próprio ensinou e ordenou. Entre as coisas que JESUS praticou e também ensinou vemos o seguinte mandamento: “Não ajunteis tesouros na Terra…” (MT. 6:19). No mesmo contexto, JESUS “ordena” a buscarmos “em primeiro lugar” o “Reino de DEUS e a Sua justiça”. Ora, por “Reino de DEUS”, entenda-se “Governo de DEUS”. Assim, buscar o “governo de DEUS” nada mais é do que “deixar o “ESPÍRITO SANTO de DEUS conduzir todos os aspectos de nosso viver – RM. 8:14. Dessa forma estaremos nos assemelhando à JESUS.

JESUS afirma que “não é para ajuntarmos riquezas. Em 1 TM. 6:3-11 é dito que “o amor ao dinheiro é a raiz de toda espécie de males”, e que nessa cobiça pelo dinheiro, muitos se desviaram da fé.

A Bíblia ainda nos diz que somos “mordomos” dos bens a nós confiados, e não “donos”. Também nos diz que o objetivo dos bens deve ser levar pessoas a conhecer a graça de DEUS – LC. 16:9; 2 CO. 8:1-15; 9:1-12.

A prática entre os primeiros cristãos era tal que entre eles não havia nenhum necessitado, pois “repartiam o que tinham entre si” – AT. 4:32-35.

Os discípulos de JESUS não usavam seus recursos financeiros para “construir templos”, eles se reuniam em suas próprias casas. Eles sabiam que DEUS “não habita em templos feitos por mãos humanas” – AT. 7:48; 17:24. Os recursos que seriam gastos para construir e manter um templo religioso (como fazem hoje), eram empregados para suprir as necessidades que surgiam entre eles – AT. 2:44,45; 4:32-25; 20:20; 1 CO. 16:9; RM. 16:5

Você vive isto? Sua “religião” pratica isto?

Você é instruído a investir em vidas e não em “lugares sagrados” ou “templos”?

Ou será que sua religião ainda tenta se assemelhar ao judaísmo, cobrando dízimos e ofertas para conservar um sistema de templos e “sacerdotes” (profissionais da fé)?

Os seguidores de sua religião vivem como uma “grande família”, onde todos buscam suprir o que falta ao outro, ou apenas levam seus dízimos e ofertas a um lugar específico e depois é “cada um por si”, e “cada um faz o que quer com seu dinheiro”?

Todos vivem da mesma forma, ou os “líderes” se destacam por sua opulência, por acumular mais bens do que seus prosélitos (seguidores)?

JESUS deixou um sinal para identificar Seus discípulos: João 13:35 – o amor mútuo. Em 1 JO. 3:16-18 encontramos que temos que usar nossos “bens do mundo” para ajudar o irmão necessitado.

Praticamos isto?

Reflitamos sobre o que estamos praticando, para que não estejamos entre aqueles que são citados por JESUS em Mateus 7:21-23

“Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade”