Como a vida cristã se manifesta – Parte II


Leitura: Marcos 1:15; 3:13, 14; 9:38-40; 10:12,12; 16:15-20


Como já visto anteriormente, no primeiro artigo desta série, o Evangelho do Reino está relacionado com o arrependimento, JESUS CRISTO, ao pregar o Evangelho, dizia que era necessário “arrepender-se” e “crer”. Em outras palavras, o arrependimento antecede o “acreditar” (1:15), e isso é inerente à vida cristã.

Se JESUS foi ao extremo de morrer “para reunir em um corpo os filhos de DEUS que estavam dispersos (João 11:51, 52), preciso acreditar que, dentre os vários grupos religiosos existentes, o SENHOR está chamando aqueles que têm nascido novamente (1 PE. 1:23) para ouvir a Sua voz e atender ao Seu chamado (JO. 10:27; AP. 18:4).

Cristão algum pode discriminar outro cristão pelo simples fato de não seguir a JESUS da mesma forma ou no mesmo “grupo” que ele (MC. 9:38-40). Outra questão muito importante no contexto da vida cristã diz respeito ao casamento (MC.10:11,12). A despeito da confusão reinante em muitos lares ditos cristãos, e também em muitos grupos religiosos em relação ao casamento, a Palavra de DEUS nos traz ensinos muito claros em relação ao casamento e ao divórcio. Vejamos o que DEUS nos fala a respeito desses dois assuntos…

GN. 2:18-24; PV. 19:14; ML. 2:15,16.
Ao criar o homem, DEUS tinha (e ainda tem) um propósito em Seu coração: “encher toda a Terra com filhos dELE” (GN. 1:28). A missão que o Criador deu a Adão, de governar toda a Terra e extender Seu domínio sobre todo o planeta (GN. 1:27,28), no entanto, não poderia ser levada a êxito, se ele estivesse sozinho, então DEUS lhe formou uma “ajudadora”. DEUS preparou para Adão uma esposa, alguém para estar debaixo da mesma missão (real significado da palavra submissão), e foi assim que surgiu Eva (GN. 2:22,23).
Aqui aconteceu o primeiro casamento, quando DEUS une o primeiro homem à primeira mulher. Por isso, após o casamento, realizado na Presença de DEUS, homem e mulher se tornam “uma só carne” razão pela qual DEUS odeia o divórcio (GN. 2:22-24; ML. 2:15,16).

Portanto, o casamento e a família que dele resulta, é uma instituição Divina, e como tal, sua missão e propósito são igualmente Divinos.
É necessário entender, portanto, que de acordo com a Palavra de DEUS, o casamento é indissolúvel (MC. 10:9); e mais que isso, é preciso compreender que só é reconhecido por DEUS o casamento entre um homem e uma mulher, isto é, por pessoas de sexos opostos, pois desde o princípio da natureza humana só há macho e fêmea e tudo o que ultrapassa isso, é uma perversão daquilo que DEUS estabeleceu.
A luz da Palavra de DEUS, a união hoje chamada “homoafetiva” é algo repulsivo, abominável, nojento aos olhos de DEUS (LV. 18:22; 20:13; RM. 1:27; 1 CO. 6:9,10; 1 TM. 1:9,10…).

Também em relação aqueles  que são casados (homem e mulher), a Palavra de DEUS nos ensina que:

  • DEUS odeia o divórcio – ML. 2:16;
  • Todo aquele que deixa o seu cônjuge e casa com outra pessoa, está em adultério – MC. 10:11, 12;
  • Num casamento, esposa e marido estão ligados pela Lei de DEUS até que um deles morraRM. 7:1-3;
  • O cônjuge não deve deixar seu esposo/esposa. Caso aconteça uma separação, deve reconciliar-se com o outro, ou permanecer sozinho – 1 CO. 7:1-17;

Não há, em lugar algum da Bíblia, qualquer fundamento para a prática do que hoje é chamado de “recasamento”, pelo contrário, a Bíblia ensina justamente o oposto. Caso um dos cônjuges cometa algo que fira ou ofenda o outro, o mandamento de JESUS é que haja o perdão, e não a separação. Até mesmo porquê, como o cristão poderia exercer o ministério da reconciliação (2 CO.5:18,19), se não for capaz de reconciliar-se com seu cônjuge?
Acredito que há aqui uma revelação que merece nossa atenção…
Se o casamento representa a união entre CRISTO e Sua Igreja (EF. 5:22-32), como aceitar com algo que contrarie tal revelação?
Se no casamento o homem representa CRISTO, e a mulher representa a Sua Igreja (2 CO. 11:2), aceitar o divórcio é dizer que tanto a Igreja pode escolher outro esposo, se não estiver satisfeita com CRISTO, como também o SENHOR pode escolher “outra esposa” além da Sua Igreja…
Achar o divórcio e o recasamento algo normal e válido, é torcer o propósito do casamento, é tratar o casamento como uma instituição meramente humana, voltada para interesses humanos, desprezando o propósito Divino do casamento, como revelado ao longo das Escrituras.
Ao longo da Bíblia vemos que o desejo de DEUS no casamento é o estabelecimento de Seu governo sobre a Terra; e nesse propósito, todos na família têm seu lugar e função (SL.127:1-3; EF. 6:1-2; DT. 6:6-9 e referências).
Tanto o propósito de DEUS quanto a vida cristã começam na família.
Ao começar uma família, CRISTO deve ser colocado como o SENHOR da família, exercendo cada qual sua função em submissão a ELE.
Isso significa que ao se buscar um cônjuge, isso é feito através de um relacionamento com DEUS, pois dELE vem o cônjuge ideal (PV. 18:22; 19:14).
Não é “namorando” e “experimentando” que se encontra o esposo ou esposa ideal, mas é buscando em DEUS, orando e deixando ELE trazer aquela pessoa que será o marido ou esposa ideal.
Para que tenhamos um lar, uma família de acordo com a perfeita vontade de DEUS, é preciso deixar CRISTO governar nossas vidas, e nossa família.
Quantos estão dispostos?

Sobre Carlos Alberto Bächtold

Cristão, natural de Joinville/SC, casado com Adriana B.S. Bächtold, com quem tem dois filhos, Daniel e Débora. Atua como professor pós-graduado na rede pública de ensino. Profeta, é responsável por alguns discípulos de CRISTO em Foz do Iguaçu, onde mantém residência, buscando cooperar com a expansão do Reino de DEUS sobre aqueles com quem se relaciona. Após o afastamento do trabalho da esposa, que teve que ser submetida à dois transplantes de córnea, cujo quadro clínico é irreversível (para a medicina), decidiu ampliar este site, antes apenas de artigos sobre o Reino, para oferecer às famílias homeschoolers os cursos de matemática desenvolvidos por sua esposa e por ele diagramados e colocados nesta plataforma.
Esse post foi publicado em verdade. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s