FÉ OU INCREDULIDADE, O QUÊ, DE FATO, MINHAS ATITUDES EXPRESSAM?

Nota: Todas as referências deste e demais artigos são da Bíblia Sagrada tradução de João Ferreira de Almeida, Edição Revista e Corrigida.

Resultado de imagem para fé ou incredulidade

Há uma passagem na Bíblia onde DEUS afirma do homem: “… como imagina em sua alma, assim ele é…” (PV. 27:3).

Em outras palavras, somos o produto daquilo que pensamos, daquilo que imaginamos, daquilo que “cremos”…

Não estamos aqui falando de religião, de um conjunto de normas ou dogmas religiosos… O propósito aqui é entendermos que nossas ações estão diretamente ligadas com a presença ou não da fé em nós… Em suma, se somos “crentes” ─ e aqui, entenda-se, refiro-me ao fato de “crer” em alguma coisa, e não a um determinado grupo religioso ─ ou se somos “incrédulos”…

Vale aqui a pena ressaltarmos o que é um ateu:

Ateu é quem não crê em Deus ou em qualquer “ser superior”. A palavra tem origem no grego “atheos” que significa “sem Deus, que nega e abandona os deuses”. É formado pela partícula de negação “a” juntamente com o radical “theos” (deus). O termo nasceu na Grécia Antiga para descrever aquelas pessoas que rejeitavam as divindades adoradas por grande parte da sociedade. Eram considerados ímpios por não acreditarem nos muitos deuses venerados. Nas religiões teológicas (que envolvem a crença em um ser divino), um ateu é aquele que nega a existência de um ser supremo, onipotente (que pode tudo), onisciente (que sabe tudo) e onipresente (que está ao mesmo tempo em todos os lugares).

Há um texto nas Escrituras (Bíblia Sagrada) que afirma o seguinte:

Disseram os loucos no seu coração: Não há Deus.
Têm-se corrompido, fazem-se abomináveis em suas obras, não há ninguém que faça o
bem.”
(Salmos 14:1)

Aqui o texto nos afirma que “o louco afirma em seu coração que não há DEUS”.

Outro texto ainda afirma…

“Por causa do seu orgulho, o ímpio não investiga; todas as suas cogitações são: Não há Deus.”
(Salmos 10:4)

Se aliarmos esses e outros textos da Bíblia Sagrada à definição do termo “ateu”, vemos que o ateu se encaixa bem no que a Bíblia fala. Porém quero ir mais longe um pouco sobre essa questão…

Há uma questão primordial que devemos pesar continuamente ao tomarmos nossas decisões e desenvolvermos qualquer projeto ou plano para nossas vidas… Trata-se de saber em que estamos “baseando” ou “fundamentando” nossas vidas…

A maioria das pessoas ditas “pessoas de bem” afirma com todas as suas forças que “acreditam em DEUS”, e é comum a expressão “se DEUS quiser” na boca das pessoas quando falam de algum evento futuro do qual desejam participar…  Entretanto, o pensamento popular de que “a maioria das pessoas acredita em DEUS” é uma grande MENTIRA que tem sido semeada na mente das pessoas e elas vivem enganadas por essa máxima.

Vamos examinar e refletir sobre algumas passagens bíblicas:

Hebreus 11:6

Ora, sem fé é impossível agradar a DEUS, porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que é galardoador dos que o buscam”.

Sem fé não há como agradar a DEUS…  O grande detalhe é que ninguém nasce tendo fé, uma vez que a fé vem pelo ouvir a Palavra de DEUS (Romanos 10:17), pois JESUS CRISTO é o Autor (a vém tem origem nELE) e o Consumador (é ELE quem a realiza, conclui Sua obra) da fé ─ Hebreus 12:2 (pode-se ler, também, Atos 3:16; Gálatas 2:20 e referências. O ser humano nasce “sem fé”… E mesmo que posteriormente venha a ter contato com algum sistema religioso, isto não significa que virá a “ter fé”, ou, pelo menos, a fé que agrada a DEUS.

Em João 7:38 JESUS fala de um tipo específico de fé: “Quem crê em mim, como diz a Escritura…”, mostrando que é necessário crermos nELE (JESUS, YESHUA, Isa al-Masiih) em conformidade com as Escrituras. Não basta “crermos do nosso jeito”.

Outro texto que nos coloca em “xeque” é o texto de João 14:23 ─ “Se alguém me ama, guardará a minha Palavra…” JESUS CRISTO está sendo muito claro nessa afirmação! Se alguém O ama, guarda (pratica) a Sua Palavra. Será que de fato e de verdade O amamos? Guardamos realmente a Sua Palavra? Ou estamos presos a conceitos e dogmas religiosos?

Em João 16:8,9 JESUS declara que o Espírito Santo veio para convencer o mundo de três coisas… 1) do Pecado, 2) da Justiça e 3) do Juízo… Ele explica cada uma dessas coisas… Mas é muito interessante que no versículo 9 JESUS fala claramente qual o pecado do qual a humanidade (mundo) precisa ser convencido: a incredulidade

A incredulidade do homem é a raiz que gera todos os demais pecados… A incredulidade é “o pecado” (singular) falando da natureza herdada de Adão, uma natureza “incrédula”, que prefere “dar ouvidos” à outras coisas, à “outras palavras” e “não à Palavra de DEUS” ─ ver Gênesis 3:17 ─ Adão preferiu “dar ouvidos” (acreditar) na mulher (que, por sua vez, fôra enganada pelo diabo), do que “dar ouvidos” ao que DEUS lhe havida dito.

E até hoje essa é a grande questão… A quem estamos dando ouvidos? Em quem estamos acreditando? A incredulidade em nosso coração expressa-se por nossas ações, conforme o Salmo 14:1.

Se de fato cremos que DEUS existe, então é inevitável que O busquemos, que procuremos conhecê-lO (são saber sobre ELE, mas relacionar-se com ELE). Se de fato cremos em DEUS, vamos obedecer a Sua Palavra, pois é isso que mostra se O amamos ou não ─ João 14:23.

Se, pelo contrário, agimos por nossa própria conta, fazendo nossos próprios planos, então, de fato, NÃO ACREDITAMOS EM DEUS, e, do ponto de vista prático, somos Ateus, pois excluímos DEUS e Sua vontade de nossa existência.

Toda nossa vida está diretamente relacionada com nossa posição sobre essas verdades!

Examine-se! Veja o que sua vida diária está expressando… É fé, ou incredulidade? É a fé da qual JESUS afirmou em João 7:38, ou é uma crendice ensinada por uma religião? Pare e reflita!

Sobre Carlos A. Bächtold

Sou um discípulo de JESUS CRISTO. Casado com Adriana Bahiense Scansetti Bächtold, temos dois filhos: Daniel e Débora. Atualmente resido em Foz do Iguaçu, onde busco ser semelhante a JESUS, crendo em tudo o que ELE ensinou e obedecendo a tudo o que ELE ordenou. Para isso busco viver segundo o Evangelho do Reino, procurando fazer discípulos por onde vou. No momento atuo como professor de ensino fundamental na Rede Municipal de Educação.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Seu comentário e opinião são importantes:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s