A Educação Domiciliar vista da perspectiva Bíblica

As famílias que praticam a Educação Domiciliar esperam ansiosas o julgamento, pelo STF, da questão da Educação Domiciliar no Brasil, que ações tomar face ao cada vez maior número de famílias que estão tirando seus filhos da escola para proporcionar-lhes a instrução “em casa”. Atualmente, embora aproximadamente 7.500 famílias tenham optado por fazê-lo, a maioria da população brasileira ainda desconhece o tema. Esse desconhecimento tem trazido muita confusão e causado muito incômodo às famílias ditas “homeschoolers” (é o termo que define famílias que educam seus filhos em casa, não os enviando para a escola), pois antes do SOBRESTAMENTO (Documento oficial do STF que suspendeu todos os processos envolvendo a educação domiciliar, proibindo qualquer novo processo enquanto a questão não for definida), muitas famílias foram levadas diante dos tribunais por haver escolhido dar o melhor para seus filhos: uma educação de qualidade e de acordo com as especificidades cognitivas e de personalidade de suas crianças.

Para os verdadeiros cristãos que encontram-se ainda duvidosos, quero aqui expor a Educação Domiciliar (Homeschooling, como é chamada) da perspectiva bíblica…

Para melhor avaliação do assunto, vou colocar aqui algumas questões nas quais peço que você reflita…

01. Para que propósito as crianças são geradas? Acredita que seja apenas para a “propagação da espécie humana”?

02. Qual é o propósito Divino no nascimento de cada criança que vem ao mundo?

03. Quem é o responsável – diante de DEUS – em tornar conhecido da criança o propósito de sua existência no mundo?

04. Finalmente, quem é responsável pela educação de seu(sua) filho(a)?

A despeito de qual seja sua opinião sobre essas questões, precisamos saber o que DEUS nos fala em Sua Palavra (Bíblia Sagrada) sobre elas.

       O objetivo (Divino) na geração dos filhos

       A despeito do fato de que a teoria da evolução esteja sendo ensinada em larga escala nas escolas de nosso país, o Universo foi Criado por DEUS (GN. 1:1; JO. 1:10; CL. 1:16), logo, há um propósito para todas as coisas que vieram à existir. O mesmo acontece com o ser humano.

       De acordo com o relato de Gênesis 1:26,27, CRISTO criou o homem “à Sua imagem, conforme a Sua semelhança”. Essa peculiaridade da formação do homem (GN. 2:7) revela o propósito de DEUS ao criar o homem. DEUS criou a humanidade com o objetivo de não apenas “morar entre os homens” (Êxodo 25:8), mas também de “habitar, morar dentro dos homens” (João 14:23; 1 Coríntios 3:16; 2 Coríntios 6:16; Hebreus 3:6; 1 Pedro 2:5 e referências).

       DEUS também colocou o homem no Planeta Terra (e não em qualquer outro – Salmo 115:16), com o propósito de que “enchesse a Terra com uma semente piedosa” (Malaquias 2:15a).

       O Salmo 127:3 afirma: “Eis que os filhos são herança do SENHOR, e o fruto do ventre, o seu galardão.”

       Isso significa que os filhos são um “presente de DEUS”, uma dádiva para nós; porém não nos pertencem, porque ao mesmo tempo são o “galardão do SENHOR”, ou seja, aquilo que um dia teremos que apresentar novamente a DEUS.

       Ao dar filhos ao homem, DEUS quer que os filhos sejam criados na Sua doutrina e conselho :

       “E vós, pais, não provoqueis a ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor.” (Efésios 6:4)

       Em outras palavras, os pais (e não o Estado, nem a Escola) são responsáveis diante de DEUS em criar os filhos dentro dos preceitos das Sagradas Escrituras, conforme também nos adverte Deuteronômio 6:6,7. No Novo Testamento, quando instrui os santos sobre os cuidados com as mulheres viúvas, Paulo, escrevendo à Timóteo, diz que deve ser verificado se a mulher “criou os filhos” – 1 Timóteo 5:4, 9, 10, 14, e quanto ao lar cristão, a Palavra de DEUS nos fala que o homem de DEUS, deve cuidar de sua própria casa, tendo os filhos em sujeição (mantendo-os obedientes) – 1 Timóteo 3:4.

       É preciso que compreendamos que somos os responsáveis por cuidar de nossos filhos, corrigindo-os quando necessário, fazendo uso da vara, porque a obediência à Palavra de DEUS traz para nossa realidade o sobrenatural espiritual de DEUS. A Bíblia nos diz que:

       “Não retires a disciplina da criança, porque, fustigando-a com a vara, nem por isso morrerá. Tu a fustigarás com a vara e livrarás a sua alma do inferno.”
(Provérbios 23:13-14)

       Claro que a sociedade no meio da qual nos movemos, não admite a questão da disciplina, da correção com vara, aliás, não admite qualquer castigo sobre as crianças, muito menos que nós, pais comprometidos com CRISTO, eduquemos nossos filhos dentro de nossas casas. Não poderia ser diferente, já que a Palavra de DEUS nos afirma que o mundo inteiro jaz no maligno (1 João 5:19).

       Querido(a), a sociedade do mundo onde vivemos é contrária à Palavra de DEUS. Por isso faz questão de “separar os filhos do ambiente familiar, mantendo-os o maior tempo possível fora de casa, a fim de contaminar a mente de nossas crianças com a filosofia demoníaca dessa geração”. A Palavra de DEUS nos afirma que “a criança entregue à si mesma, envergonha sua mãe” – Provérbios 29:15. No Brasil temos um estatuto denominado de E.C.A. (Estatuto da Criança e do Adolescente), no qual a criança fica entregue a si mesma, sendo-lhe conferido status de adulto, quando lhe dão o máximo de direitos e o mínimo de deveres. Aliás, temos também no Brasil a chamada “Lei da Palmada” que é totalmente contrária ao que DEUS nos ordena em Sua Palavra, pois expressa o seguinte:

“A criança e o adolescente têm o direito de ser educados e cuidados sem o uso de castigos físicos ou de tratamento cruel ou degradante, como formas de correção, disciplina, educação ou qualquer outro pretexto, pelos pais, pelos integrantes da família ampliada, pelos responsáveis, pelos agentes públicos executores de medidas socioeducativas ou por qualquer pessoa encarregada de cuidar deles, tratá-los, educá-los ou protegê-los.” LEI Nº 13.010, DE 26 DE JUNHO DE 2014.

       Essa questão vem antes mesmo da questão da Educação Domiciliar, porque nossa natureza adâmica é má desde nossa meninice (Gênesis 8:21). A criança que nasce, já nasce propensa para o mal, pois tem a natureza da serpente (diabo) dentro dela… Por isso precisa ser corrigida e disciplinada. E nessa ação de correção, a Bíblia nos ordena empregar o “castigo físico”, o “uso da vara”… Certamente que esse mandamento não é aceito pela sociedade, pois a lei acima exposta mostra que a sociedade (na verdade o diabo) não quer que nossos filhos sejam criados para DEUS, satanás quer que nossos filhos sejam criados “para o mundo”.

       Portanto, não espere que a sociedade lhe seja favorável! Você precisa “posicionar-se diante de DEUS e da Sua Palavra”… Que tipo de pessoa você é? Ou você é um cristão, e vive segundo os padrões da Palavra de DEUS, ou você é escravo do Diabo, vivendo segundo os padrões do mundo! Não há “meio-termo”!

       Nas escolas do país, salvo algumas exceções onde o ensino religioso faz parte do currículo escolar (o que não significa ensinamento cristão, e sim “religioso”), é vetado ao professor ensinar a criação na sala de aula, já que todos os livros afirmam que o homem é o produto de uma “evolução”. O evolucionismo, e não o criacionismo é ensinado nas escolas, onde, aliás, é proibida qualquer manifestação de fé por parte do professor. A sala de aula, afirmam, não é lugar para se falar em DEUS. Ora, que tipo de educação você espera que sua criança receba em um ambiente do qual DEUS foi excluído?

       Sob a desculpa de que “O Estado é Laico” (não religioso), DEUS foi excluído do sistema educacional brasileiro. E não apenas isto, mas eu desafio você a encontrar, em um dicionário impresso, o nome JESUS CRISTO!

       JESUS CRISTO é real! Nossa história está dividida em a.C. e d.C. (antes de Cristo e depois de Cristo)… ELE É um personagem histórico! Então, porque não encontramos ainda que uma breve biografia sobre ele nos dicionários atuais?

       Reflita… Posicione-se! Não abandone sua fé, nem abandone sua criança nas garras de uma sociedade anticristã! Seja você também um pai/uma mãe que escolheu dar para seu filho ou sua filha a educação que DEUS quer que ele/ela receba!

       Você é o(a) responsável pela alma de sua criança… A quem você vai endereçá-la? Quem vai orientar a forma como criará seu filho ou sua filha? A Palavra de DEUS ou a sociedade do diabo?

 

Sobre Carlos A. Bächtold

Sou um discípulo de JESUS CRISTO. Casado com Adriana Bahiense Scansetti Bächtold, temos dois filhos: Daniel e Débora. Atualmente resido em Foz do Iguaçu, onde busco ser semelhante a JESUS, crendo em tudo o que ELE ensinou e obedecendo a tudo o que ELE ordenou. Para isso busco viver segundo o Evangelho do Reino, procurando fazer discípulos por onde vou. No momento atuo como professor de ensino fundamental na Rede Municipal de Educação.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Seu comentário e opinião são importantes:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s