The Walking Dead… Os mortos que caminham

Resultado de imagem para The walking deadPor mais estranho que possa parecer o título escolhido para este artigo, ele está, na verdade, muito coerente com o assunto que aqui será abordado.

O filme e série americano “The Walking Dead” (Mortos que caminham) onde há um grupo de sobreviventes a uma doença que tornou a moiria da população em “zumbis” antropófagos (canibais), mostra a realidade da sociedade atual, embora de um ponto de vista nada ortodoxo.

Quero aqui, em rápidas linhas, traçar um paralelo entre o filme/série e a verdade vivenciada pela humanidade…

De fato e de verdade, uma doença setenciou toda a humanidade já nos primórdios da civilização humana… Trata-se do pecado, uma doença espiritual que causou um genocídio à raça humana, pois todos os herdeiros de Adão já nascem com essa “doença”. A característica dessa “doença” é a “morte espiritual”. Assim, todos os descendentes de Adão são natimortos… Já nascem “mortos”…

Essa é a situação da sociedade humana. Cerca de 97% da população da Terra é uma população de mortos que caminham… Ao nascer, cada homem e cada mulher nasce “morto” em seu espírito. E, à semelhança do que acontece na série mencionada, seu principal alimento é “carne”. Não buscam nenhum tipo de alimento espiritual, isto porque seu espírito está morto!

Somente quando ocorre uma intervenção Divina, e o ESPÍRITO SANTO DE DEUS entra nesse homem ou nessa mulher, é que são vivificados – Leia Efésios 2:1,5; Colossenses 2:13.

Há, na série, um grupo de pessoas que procura manter-se à salvo dos zumbis, porque o contato com o zumbi pode ser mortal. Uma mordida do zumbi causa contaminação e a pessoa torna-se, também um zumbi.
Na nossa sociedade não é diferente… Há um grupo de pessoas (uma minoria), que procura manter-se a salvo da contaminação… E assim como na série as pessoas “vivas” procuram viver isoladas dos zumbis e cultivando sua própria alimentação – porque não se alimentam como os zumbis, também estas pessoas que não estão contaminadas têm uma alimentação diferente.

Esse alimento é a Palavra de DEUS, é a comunhão dos santos, é a oração… Através desses três “alimentos espirituais” é possível evitar a contaminação dos “zumbis”.

Romanos nos alerta… Os que estão na carne, não podem agradar a DEUS
Que tipo de alimento ocupa a maior parte do meu tempo? É algo que alimenta meu espírito, que me aproxima mais de DEUS, ou será que é algo dedicado à carne, à satisfação da minha alma perversa, e que me distancia de DEUS?

É hora de pensar a respeito!

Sobre Carlos A. Bächtold

Sou um discípulo de JESUS CRISTO. Casado com Adriana Bahiense Scansetti Bächtold, temos dois filhos: Daniel e Débora. Atualmente resido em Foz do Iguaçu, onde busco ser semelhante a JESUS, crendo em tudo o que ELE ensinou e obedecendo a tudo o que ELE ordenou. Para isso busco viver segundo o Evangelho do Reino, procurando fazer discípulos por onde vou. No momento atuo como professor de ensino fundamental na Rede Municipal de Educação.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Seu comentário e opinião são importantes:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s