A MISSÃO DE UM DISCÍPULO DE JESUS


Leitura: MT. 28:18-20; MC. 16:15,16; AT. 1:8; 2:38-41; 1 PE. 2:9

Nos momentos finais do SENHOR JESUS aqui na Terra, antes de ascender aos céus, ELE delegou aos Seus discípulos uma missão…
JESUS lhes deu a seguinte ordem: “Ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que EU vos tenho mandado…” (MT. 28:19)

Para cumprir essa missão, cada discípulo de JESUS deve ser “uma testemunha” de JESUS (AT. 1:8), anunciando as virtudes daquEle que nos chamou das trevas para Sua maravilhosa luz (1 PE. 2:9). Não é necessário ser um “pregador eloquente”; basta partilhar com as pessoas com quem convive, o que JESUS tem feito em sua própria vida – JO. 4:29-42.

Quatro Ações / Atitudes

Cada discípulo de JESUS, após ter experimentado o novo nascimento, ter sido batizado, ensinado e revestido pelo Espírito Santo, deve manifestar quatro atitudes:
1a. Atitude – “Ide”! Esse verbo está no imperativo, indicando uma “ordem”, um “mandamento”. Ide indica que é preciso “ir”, mover-se em direção aos homens, às pessoas que não estão sob o governo de DEUS. Isto se aplica tanto à incrédulos quanto à religiosos. “Ir” é “sair” da comodidade e do conforto e “lançar a semente”, semear a Palavra de DEUS – MC. 4:14.

2a. Atitude – “Ensinai” ou “fazei discípulos” – MT. 28:19. Essa ação de “ensinar”, aqui, estsá referindo-se à doutrina de JESUS CRISTO (2 JO. 9,10; AT. 2:42; 1 TM. 6:3-10; …), e não à qualquer filosofia, dogma ou ensinos dos homens, voltados ao lucro e ao interesse próprios. É ensinar o que JESUS ensinou, o que os apóstolos ensinaram, o que a Bíblia ensina… não “torcendo” as Escrituras de acordo com a conveniência humana.

3a. Atitude – “Batizando-os”. Quem faz um discípulo de JESUS é responsável por “batizar” e “cuidar” do neófito (novato na fé).

4a. Atitude – “Ensinando-os a guardar todas as coisas que EU vos tenho ordenado”. É preciso que o discípulo aprenda “todas as coisas que JESUS ensinou e mandou”.

Nessas quatro atitudes podemos diferenciar os discípulos de JESUS dos demais religiosos, dos que ensinam “doutrinas dos homens” em contra-posição à doutrina de CRISTO (MT. 15:9,13,14).

Que tipo de doutrina estamos recebendo?
Em nossos dias as pessoas correm de uma parte para outra, buscam ouvir algo que faça com que “se sintam bem”… Que “massageie seus egos”, que lhes dê esperança

Em troca disto, multidões estãos dispostas a investir tudo o que têm, e muitos têm se servido desa ânsia do ser humano pelo sobrenatural, pelo “diferente”, para criar seus sistemas religiosos capitalistas, com os quais têm enriquecido às custas do dinheiro alheio e da ignorância do povo.

Pseudo-pastores (se fossem verdadeiros, iriam conduzir o povo à uma só fé – EF. 4:2-6, 11-16 – e não à tantos “tipos de fé” diferentes) têm conduzido as pessoas por meio de ensinos contrários à Palavra de DEUS, pois têm torcido o sentido das Escrituras de acordo com suas conveniências. Têm mistificado o mundo espiritual e induzido multidões ao engano, torcendo ou invertendo aquilo que a Palavra de DEUS nos ensina.

Os dízimos e ofertas que os apóstolos usavam para surir as necessidades dos discípulos (AT. 2:45; 4:32-35), hoje são usados para construir e manter belos e suntuosos templos. Um desperdício de recursos, se compreendermos Atos 7:48 e 17:24.

Objetos “ungidos” são apresentados ao povo como tendo “influência sobrenatural” ou “poderes místicos” para socorrer as pessoas em seus dilemas. Assim, um “sabonete ungido” pode ajudar quem lavar-se com ele, curando doenças ou coisas do tipo. Uma “caneta ungida” seria uma grande ajuda para “passar em concursos públicos” e nas “provas escolares”, etc. Pura “feitiçaria gospel”!

Lançam sobre diversos objetos a força psíquica de suas almas, para atender suas conveniências e desejos, e ousam usar DEUS e Sua Palavra para justificar os absurdos praticados por sua religião.

No passado, a chamada “Igreja Católica Apostólica Romana” usou a ignorância de seus fiéis para matar milhares de cristãos e queimar milhares de Bíblias, no período da história chamada “Inquisição”. Depois, no período das “Cruzadas”, mandou milhares de pessoas ao genocídio. Mas tudo isso foi feito “em Nome de Deus”… E há quem considere essa religião como sendo a “Igreja de JESUS” citada em Mateus 18. Quão longe estão da verdade! Veja-se, por exemplo, o mandamento para os “bispos” em 1 Timóteo 3:1-10… E compare com a prática do catolicismo romano…

O mesmo ocorre com as outras religiões! Sempre usam passagens bíblicas fora do seu contexto para criar suas doutrinas, tais como dizer que o “templo” é “a casa de DEUS”, usando o Salmo 122:1 associado com 1 Timóteo 3:15, ignorando, de todo, o que está dito em Atos 7:48 e 17:24 associado com Hebreus 3:6 e 1 Pedro 2:5.

Além, é claro, de muitos outros textos que são torcidos para atender Às suas próprias conveniências. Atualmente surgem grupos e filosofias, religiões e templos… Há crenças para todos os gostos… Entretanto, cada uma e todas elas são reprovadas por DEUS e pela Sua Palavra, pois “DEUS não é Deus de confusão” – 1 Coríntios 14:33.

Sobre Carlos A. Bächtold

Cristão, discípulo de JESUS CRISTO, profeta. Casado com Adriana Bahiense Scansetti Bächtold, temos dois filhos: Daniel e Débora. Atualmente resido em Foz do Iguaçu, onde busco ser semelhante a JESUS, crendo em tudo o que ELE ensinou e obedecendo a tudo o que ELE ordenou. Para isso busco viver segundo o Evangelho do Reino, procurando fazer discípulos por onde vou. No momento atuo como professor de ensino fundamental na Rede Municipal de Educação.
Esse post foi publicado em Alimento, Bebel, Buda, Cozinha, discípulos, dons, engano, entrar, estudos, Governo de CRISTO, igreja, islamismo, liderança, mentira, ministérios, profecia, profetas, religião,, sair, satanás. Bookmark o link permanente.

3 respostas para A MISSÃO DE UM DISCÍPULO DE JESUS

  1. Luis Carlos Matos disse:

    1. Quem é que Jesus Cristo escolheu para ser o príncipe dos Apóstolos e o Chefe da Igreja, sem sofismas e claramente?
    Cristo escolheu Pedro para ser o primeiro, o Príncipe dos Apóstolos e o Chefe de toda a Igreja:
    “Eu te digo: Tu és Pedro, e sobre esta Pedra edificarei a minha Igreja, e as portas do Inferno nada poderão contra ela. Dar-te-ei as chaves do reino dos Céus, e tudo quanto ligares, na terra, ficará ligado, nos céus, e tudo quanto desligares na terra, será desligado, nos céus” (Mateus 16,18-19). Cristo prometeu a Pedro todo o poder sobre a Igreja!…
    “Eu roguei por ti, a fim de que a tua fé não desfaleça. E tu, uma vez convertido, fortalece os teus irmãos” (Lucas 22,32). Pedro é o fundamento visível da unidade de fé da verdadeira Igreja de Jesus Cristo.
    Depois de ressuscitar, perguntou Jesus a Pedro: “Simão, filho de João, tu amas-Me mais do que estes? Ele respondeu: Sim, Senhor, Tu sabes que Te amo. Jesus disse-lhe: Apascenta os Meus cordeiros. Voltou a dizer-lhe segunda vez: Simão, filho de João, tu amas-Me? Ele respondeu: Sim Senhor, Tu sabes que te amo: Jesus disse-lhe: Apascenta as Minhas ovelhas. Perguntou-lhe terceira vez: Simão, filho de João, tu amas-Me? Pedro entristeceu-se por lhe ter dito terceira vez: Tu amas-Me? E respondeu-Lhe: Senhor, Tu sabes tudo. Tu bem sabes que Te amo: Jesus disse-lhe: APASCENTA AS MINHAS OVELHAS” (João 21,15-17). Pedro é o Pastor de toda a Igreja. Jesus Cristo não poderia ter sido mais explícito ou claro!… (E nao vale a pena vir com deturpações). Pedro é chamado o “Primeiro” (Mateus 10,2) e, nas listas dos Apóstolos, nas Sagradas Escrituras, aparece sempre em primeiro lugar (ef. Mateus 10,2; Marcos 3,16; Lucas 6,14; Actos 1,13). Pedro é o único, a quem Cristo pôs ou mudou o nome (ele tinha o nome de Simão, ef. Marcos 3,16). Tal como acontece com todos os Papas eleitos -seus sucessores-, até aos dias de hoje!… (2018) Mudam de nome, ao ser eleitos Papa. Foi também Pedro que se levantou e presidiu à escolha de Matias, para ocupar o lugar de Judas (ef. Actos 1,15-26). Após a ressurreição de Jesus foi Pedro que, “de pé, com os onze”, fez a primeira pregação ao povo, no dia de Pentecostes (ef. Actos 2,14 ss).
    2. Porque dizemos que Pedro é o Vigário de Cristo (Papa) na terra?
    Pedro é Vigário de Cristo na terra, quer dizer, faz as vezes de Cristo, porque:
    1°- Jesus Cristo continua sendo no Céu o “Bom Pastor” (João 10,11), “o Príncipe dos Pastores” (1 Pedro 5,4), o “Grande Pastor das ovelhas” (Hebreus 13, 20).
    – Na terra, Pedro é Vigário (faz as vezes) de Cristo, como Pastor da Sua Igreja. Disse Jesus a Pedro: “Apascenta as Minhas ovelhas” (João 21,15-17).
    2°- Jesus Cristo continua sendo no Céu, a “Pedra” principal e angular, sobre a qual está edificada a Igreja Universal (ef. Mateus 21,42-44; 1 Pedro 2,4-8; Actos 4,11; Efésios 2,20-22; 1 Coríntios 10,4; 3,11).
    Na Terra, Pedro é o Vigário de Cristo, como “Pedra” visível, sobre a qual se levanta a mesma Igreja visível e universal. Disse Jesus: “EU TE DIGO: TU ÉS PEDRO, E SOBRE ESTA PEDRA EDIFICAREI A MINHA IGREJA” (Mateus 16,18).
    3°- Jesus Cristo continua sendo, no Céu, “aquele que tem a chave de David, que abre e ninguém fecha, e fecha e ninguém abre” (Apocalipse 3,7), quer dizer, a Jesus Cristo pertence todo o poder!
    – Na terra, Pedro é o Vigário de Cristo, possuindo, em ordem à cura de almas e de mudanças necessárias dentro da Igreja do amor de Deus/Pai que é um só, poder supremo, pleno, imediato e universal. Disse Jesus: “Dar-te-ei as chaves do Reino dos Céus, e tudo quanto ligares na terra ficará ligado nos Céus, e tudo quanto desligares na terra será desligado nos Céus” (Mateus 16,19).
    3. O Apostolo Pedro (primeiro Papa) esteve e morreu em Roma?
    Embora a Bíblia não o diga de modo claro, sabemos que Pedro esteve e morreu em Roma, pela História Universal e documentos que chegaram até nós.
    1°- No entanto, é de Roma que Pedro escreve a sua primeira Carta. Diz Pedro: “A Igreja que está em Babilónia, eleita como vós, saúda-vos” (1 Pedro 5,13). Roma era designada por “Babilónia”, por causa da corrupção que lá reinava e da perseguição feita aos cristãos (ef. Apocalipse 17,5).
    2°- Eis alguns testemunhos dos primeiros cristãos (Católicos):
    S. Clemente de Roma, escrevendo aos cristãos de Corinto, pelo ano 96, coloca o martírio de Pedro em relação com a perseguição do sanguinário e perverso Imperador Nero (ou “Nerone”, assim era designado pelo povo romano, segundo a mesma História Universal)… Pelo ano 170, o Bispo Dionísio de Corinto escreve aos Romanos, dizendo que Pedro e Paulo (Apóstolos de Cristo) foram brutalmente martirizados, ao mesmo tempo. Ireneu de Lião, pelo ano 180-190, atribuiu a fundação da Igreja Romana (Católica) dos primeiros cristãos aos gloriosos Apóstolos Pedro e Paulo até ao seu tempo.
    O Presbítero romano Gaio, pelo ano 200, declara que, ainda no seu tempo se podiam mostrar, em Roma, as sepulturas dos dois grandes Apóstolos: a de Pedro na Colina do Vaticano (assim se chamava o local, mesmo sem a “Basílica de São Pedro” que ainda não tinha sido construída no mesmo local onde mataram e estava sepultado Pedro, como a conhecemos hoje (2018) e a sepultura de Paulo, na via Ostiense.
    PORQUE DIZEMOS QUE A IGREJA CATÓLICA É A ÚNICA FUNDADA POR CRISTO?
    Porque é a única Igreja que vem dos Apóstolos e tem como Chefe o sucessor de Pedro. Por isso há séculos que ele está lá sepultado, na Basílica de São Pedro, por debaixo do Altar Mor!… (Qualquer um pode ainda ver ou constatar isso mesmo).
    QUE QUER DIZER, ENTÃO, “IGREJA CATÓLICA”?!…
    “Igreja Católica” quer dizer “IGREJA UNIVERSAL”.
    “Católica” é uma palavra que vem do grego e quer dizer ou significa: “Universal”. “Igreja” da mesma origem, quer dizer “Assembleia”.
    Foi S.to Inácio, do tempo dos Apóstolos que, pela primeira vez, deu à Igreja de Cristo (a única cristã existente no mundo, da altura) o nome de “Católica”. Disse ele:
    – “Onde está a Igreja de Cristo aí está a Igreja Católica”. Ou seja: Universal… de todos e para todos!!!…
    A Igreja Católica é a Assembleia dos Cristãos de todo o mundo, em união com os Bispos e com o Papa (Bispo de Roma):
    “o primeiro entre iguais”… é isso que significa “Papa”. Já que ele é (também) Bispo… de Roma!
    MAS COMO SE EXPLICA QUE HAJA NO MUNDO TANTAS IGREJAS CRISTÃS SEPARADAS OU DIVIDIDAS?…
    Explica-se porque, desde sempre, muitos não quiseram nem querem sujeitar-se às autoridades da única Igreja que historicamente vem das primeiras raízes do cristianismo e do próprio Jesus Cristo. Dizem-se enviados por Deus, interpretam a Bíblia à sua maneira e fundam, então, as “suas” igrejas ou seitas. Dividindo, assim o “corpo místico de Cristo” (a Sua Igreja) fazendo até jus a algumas das suas profecias, também bíblicas, tais como: “a grande apostasia”, os “falsos profetas”, “o amor ao dinheiro” e… a vontade de Cristo para que a Sua Igreja fosse de “um só rebanho e de um só pastor”!… E não de “vários rebanhos e de vários pastores” como está a acontecer agora… Portanto, as divisões entre os cristãos é (para além de ter sido negativa e previamente profetizada pelo próprio Jesus Cristo) um grande pecado ou “crime” nascido desses mesmos cristãos divisionistas e apóstatas que se separaram do Catolicismo/cristão ao invés de se manterem fiéis e de lutarem para melhorar a Igreja de Cristo, crescendo juntos e unidos no amor!…
    Na verdade, todas essas divisões são uma grande vergonha e uma grande chaga aberta na Igreja de Jesus Cristo!!!… E a grande maioria dessas igrejas surgiu depois da Imprensa e no século 19… Com Martinho Lutero, os Calvinistas, os Anglicanos entre muitos outros, tais como os Adventistas do 7° Dia, todos bem posteriores (vieram ou surgiram depois) à Igreja Católica que sempre esteve e existiu desde o tempo dos Apóstolos, dos Discípulos de Jesus Cristo e desde o tempo dos primeiros Cristãos mártires no Coliseu de Roma.
    O QUE DIZ A HISTÓRIA UNIVERSAL?… COMO SURGIRAM AS OUTRAS IGREJAS DITAS CRISTÃS? (Cronologia)…
    – Já no tempo dos Apóstolos apareceu um homem chamado Simão Mago que dizia ser a “Grande Força de Deus”. Todos acreditavam nele. Batizou-se e quis comprar com o dinheiro a faculdade de comunicar o Espírito Santo… S. Pedro repeliu-o com as palavras mais indignadas (Actos 8,9)
    – Pelo século II surgiu a seita dos Ebionistas. Diziam que Cristo não era Deus e viviam na expetativa da Segunda Vinda de Cristo, para a implantação do Reino de 1.000 anos!
    – Pelo ano 144, Marcião, chamado “mestre santíssimo” pelos seus seguidores, fundou a “Igreja separada”! Afirmava que o Antigo Testamento estava em total contradição com o novo e defendia uma moral muito rigorosa. Segundo ele, o casamento era proibido, assim como comer carne e beber vinho. (Como se o primeiro milagre de Jesus Cristo não tivesse sido transformar a água em bom e verdadeiro vinho)!… rsrsrsrrs
    – Por 1520, Martinho Lutero, padre da Igreja Católica, rejeitou a autoridade do papa ao invés de trabalhar juntamente com o mesmo para a elaboração de reformas… e convenceu-se que tinha uma missão divina a cumprir. Assim, baseado na soberba, começaram os protestantes… de onde provêm a maioria das Igrejas Evangélicas actuais. Martinho Lutero, antes de morrer, encontrava-se à janela de sua casa com a sua mulher (ex-freira católica) que lhe disse, contemplando o céu estrelado: “Martinho, o Céu está tão lindo”!… Ao que respondeu pronto Martinho Lutero: “é verdade, mas não é para nós.”
    – Em 1531, Henrique VIII de Inglaterra, querendo divorciar-se de Catarina de Aragão, com quem casara (para se poder casar com a amante Anne Boleyn), e não conseguindo autorização de divórcio, não aceitou mais a autoridade do Papa e declarou-se chefe supremo da Igreja de Inglaterra. Assim surgiu a Igreja Anglicana… O rei Henrique VIII veio a casar-se, posteriormente, com mais oito mulheres ao longo da sua vida na Inglaterra… assassinou-as ou mandou matar a todas, a começar pela rainha Ana Bolena a quem mandou decapitar.
    – Por 1566, por ação de Tomás Cartwright, surgiram em Inglaterra os Presbiterianos. Proclamavam uma Igreja absolutamente pura e conforme a Escritura. Também eram conhecidos pelo nome de “Puritanos”.
    – Entre 1630-1640, na América e na Inglaterra, formou-se a Igreja batista. Foi da Igreja Presbiteriana que saiu a Igreja Batista…
    – Em 1648, o inglês Jorge Fox, convencido de que era iluminado por Deus, percorreu a Inglaterra vestido de profeta e fundou a “Sociedade de Amigos” e de “Filhos da Luz”.
    – Por 1740, João Wesley e seu irmão Charles separaram-se da Igreja Anglicana e formaram a “Sociedade dos Renovados” (Igreja Metodista).
    – Wesley é considerado o “pai” das “Comunidades Pentecostais” e dos “Grupos de Santidade”… As Igrejas “de santidade” são muitas: “Igreja do Nazareno”, a “Igreja de Deus”, a “União das Assembleias de Deus”, as Igrejas Pentecostais dos Negros da América, etc..
    – Por 1745, o sueco Manuel Swedemborg, numa “visão” tida em Londres, julgou-se chamado por Cristo para fundar a “Igreja da Nova Jerusalém”!
    – Em 1830, Eduardo Irving, da Igreja Presbiteriana, fundou em Londres a Igreja Católica Apostólica (outra que não é a normalmente conhecida por “Católica, apostólica e romana” à qual pertenço e que existia há muito tempo e antes de todas as outras). Essa tal “nova” Igreja Católica Apostólica (repito, mas não romana, do papa…) anunciou a renovação dos carismas do Espírito Santo e a vinda de Cristo para a instauração do Reino milenário.
    – Em 1830, o americano Joe fundou a seita dos “Santos do ultimo Dia”. Também anunciou a segunda vinda de Cristo, para a instauração do Reino milenário.
    – Em 1831 o americano William Miller anunciou o fim do mundo para 22 de Outubro de 1844… coisa que nem sequer veio a acontecer. Muitos seguiram-no… Assim surgiram os “Adventistas do Sétimo Dia”. Estes dividiram-se em 6 denominações sendo, de facto, os “Adventistas do Sétimo Dia” os mais conhecidos.
    – Em 1865, o inglês William Booth fundou o “Exército da Salvação”. É uma forma de Metodismo militarmente organizado.
    – Em 1872, o comerciante americano Carlos Russel abandonou a Igreja Adventista e fundou a “Sociedade dos Estudiosos da Bíblia que, em 1931, passou a chamar-se “Testemunhas de Jeová”. Já esperaram pela segunda vinda de Cristo em 1874, para a implantação do Reino Milenário. Carlos Russel declarou-se enviado por Deus! Mais tarde, com o andar dos tempos e já no século XX, o seu chefe principal, nos EUA, era o dono da Coca-Cola!…
    – Em 1903 A. J. Tomlinson fundou a Igreja Pentecostal.
    – Em 1909 Luiz Francescon fundou a Congregação Cristã no Brasil.
    – Em 1944 um grupo de pastores “desencaminhados” de outras igrejas já divididas criaram a Associação Pentecostal em Hot Springs, Arkansas, nos E.U.A. bem como a Igreja das Assembleias de Deus.
    – Em 1922 uma mulher Aimee Semple McPherson fundou a Igreja Quadrangular (Cruzada Nacional) em D.C.
    – Em 1950 Manuel de Melo fundou a Igreja “Brasil para Cristo”.
    – Em 1962 Davi Miranda fundou a Igreja “Pentecostal, Deus É Amor”.
    – No ano de 1982 Edir Macêdo fundou a “Igreja Universal do Reino de Deus” no Brasil.
    Hoje as seitas e Igrejas protestantes são mais de 1000… Uma autêntica VERGONHA!!! No geral, todos os seus fundadores se consideram enviados por Deus! Todos se dizem “Igreja de Cristo”! Todos pretendem defenderem-se com a Bíblia que interpretam livremente… de forma deturpada, erradamente, defendendo os seus caprichos e interesses bem “particulares”… na verdade, coisa impossível, pois Deus (que é um só e um ser perfeito) não poderia errar tanto criando mais do que uma religião, sem nunca acertar e… não poderia estar todo dividido… sendo, precisamente, o único Deus!… Pensem!! LIVREMENTE.
    Entretanto, pergunta-se:
    A QUEM PERTENCE O PODER DE ENSINAR E INTERPRETAR A BÍBLIA SAGRADA?
    O poder de ensinar e de interpretar a Bíblia Sagrada pertence ao Papa, que é o sucessor de Pedro e aos Bispos que são os sucessores dos Apóstolos, em união com o Papa.
    COMO SABEMOS QUE É ASSIM?
    Disse Jesus a Pedro:
    “E tu, uma vez convertido, fortalece os teus irmãos” (Lucas 22,32), quer dizer, confirma-os na fé. E disse aos Apóstolos: – “Ide, pois, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, ensinando-as a cumprir tudo quanto vos tenho mandado. E Eu estarei convosco sempre até ao fim do mundo” (Mateus 28,18-20; Marcos 16,15-16); “Quem vos ouve é a Mim que ouve, e quem vos rejeita é a Mim que rejeita” (Lucas 10,16; Mateus 10,40). Foi aos Apóstolos e àqueles que lhes haviam de suceder até ao fim do mundo, que Cristo deu todo o poder de ensinar. Quem tem o poder de ensinar tem o poder de interpretar a Bíblia com autoridade. Recomenda S. Paulo: “Sede submissos e obedecei aos que vos guiam, pois eles velam pelas vossas almas, das quais terão de dar contas” (Hebreus 13,17). E escreve a Timóteo: “Ó Timóteo, guarda o depósito (da fé) que te foi confiado, evita as palavras vãs e profanas, bem como as contradições da falsa ciência que alguns professam desviando-se da fé” (I Timóteo 6,20-21). E ainda: “A Igreja de Deus vivo é coluna e sustentáculo da verdade” (I Timóteo 3,15).
    À Igreja Católica pertence guardar o “Deposito da Fé” e, como “coluna e Sustentáculo da Verdade”, ensinar e interpretar a Bíblia, com verdade.
    NAS RELIGIÕES QUE ESTÃO SEPARADAS DA IGREJA CATÓLICA TUDO ESTÁ ERRADO?
    Não. Os cristãos das outras religiões, para nós, Católicos, são “NOSSOS IRMÃOS SEPARADOS”. Muitos professam o mesmo batismo; aceitam a Sagrada Escritura, como norma de Fé e de Vida; crêm em Deus Pai Omnipotente e em Cristo, Filho de Deus Salvador; etc. Embora não participem totalmente da fé nem estejam em comunhão com os Sucessores dos Apóstolos, a Igreja Católica ama e respeita os “Irmãos Separados” que, de coração sincero, procuram a verdade.
    PODEMOS ACEITAR A AFIRMAÇÃO “QUALQUER RELIGIÃO É BOA”, “QUALQUER RELIGIÃO SERVE”?…
    NÃO. A Igreja de Cristo é uma só e é da vontade do próprio Cristo que haja “um só Rebanho e um só Pastor” (João 10, 16). Cristo rezou ao Pai, dizendo: “Pai Santo, guarda em Teu nome aqueles que Me deste, para que sejam um, assim como Nós” (João 17,11) E ainda: “Não rogo somente por estes, mas também por aqueles que, pela sua palavra, hão-de crer em Mim, para que todos sejam um só; como Tu, Ó Pai, estas em Mim, e Eu em Ti, que também eles estejam em Nós, para que o mundo creia que Tu Me enviaste” (João 17,20-23).
    Todo o verdadeiro cristão deve sentir a TRISTEZA DA DESUNIÃO, deve amar os “Irmãos Separados” e deve inclusive rezar como Cristo pediu, para que, em breve, haja “um só Rebanho e um só Pastor”.
    Quem não faz isto (ao contrário) fomenta ainda mais a divisão no corpo místico de Cristo, a igreja, não pode ser bom, não tem boas intenções e, finalmente, não é verdadeiramente cristão!!! Se no passado nos dividimos, criamos cisões, conflitos graves e separações… agora, com total sinceridade de coração devemos todos caminhar, trabalhar e contribuir para que (ainda que com carismas diferentes) possamos realizar a vontade d’Aquele que pretendemos seguir e que se chama: Jesus Cristo. Por isso nos chamamos Cristãos!… Ou não?
    Somente o Demónio e os anjos do mal dividem, querem mais divisões para enfraquecer e… destruir.
    COMO PODEMOS DIZER QUE A IGREJA CATÓLICA É SANTA, SE MUITOS DOS SEUS CRISTÃOS DÃO ESCÂNDALO?!
    A Igreja Católica é santa no Seu Fundador que é Cristo; é santa na Palavra que ensina; é santa nos Sacramentos (todos baseados na Bíblia) que administra e é santa nos seus membros que sinceramente procuram a santidade. Mas a Igreja de Cristo contém pecadores no seu seio… porque também é humana! E, se é verdade que, através dos tempos, muitos cristãos deram testemunho de fé e de santidade, mesmo até ao martírio, também é verdade que muitos, até Padres, bispos e algum papa, também deram escândalo.
    PORQUE É QUE A IGREJA CATÓLICA NÃO PÕE DE LADO NEM DESPREZA OS PECADORES?…
    Em primeiro lugar porque ela tem consciência de que todos somos pecadores (uns mais ou menos do que outros) e seria muita presunção achar que somente os outros é que pecam… mesmo que hajam vários graus de pecado que podem ser mais ou menos graves!… Em segundo lugar porque a Caridade cristã (o amor) não o permite. Disse Jesus:
    “Não são os que têm saúde que precisam de médico, mas sim os doentes. Não vim chamar os justos, mas os pecadores” (Mateus 9,12-13).
    O pai do “filho pródigo” não desprezou o filho que ingratamente o abandonou (Lucas 15,11-32). Judas foi escolhido por Jesus e Judas tinha demónio (João 6,70; Lucas 22,3) e sabia que era ele que O ia entregar (João 13,11). Apesar disso, nunca o desprezou.
    É inevitável que haja escândalos, mas ai daquele que os causa” (Lucas 17,1; Mateus 18,7). Já assim foi entre os primeiros cristãos (1 Coríntios 5,1-2; 11,18-22) e entre os colaboradores dos Apóstolos (1 Timóteo 1,20; 2 Timóteo 4,9; etc..).
    Para evitar injustiças, recomenda S.Paulo a Timóteo:
    “Não recebas acusação contra um presbítero, se não for confirmada por duas ou três testemunhas” (1 Timóteo 5,19).
    Todo o Homem e mulher precisam de rezar ou de fazer oração. Rezemos pois, com fé, pela união dentro da nossa Igreja Católica e, também, pela conversão e união entre todos os cristãos Separados ou divididos!!…
    Recomendou um dia Jesus: “orai… pedi e dar-se-vos-á; procurai e encontrareis; batei e abrir-se-vos-á” (Lucas 22,40); (Mateus 7,7); (Lucas 11,9).
    Manda S.Paulo: Sede perseverantes e vigilantes na oração”.
    Termino, lembrando, palavras de Jesus Cristo, sobretudo, para todos os Católicos!…
    Disse Jesus aos seus discípulos:
    “Deitar-vos-ão as mãos e hão-de perseguir-vos, entregando-vos às sinagogas e às prisões, conduzindo-vos à presença de reis e governadores, por causa do meu nome. Assim tereis ocasião de dar testemunho. Tende presente em vossos corações que não deveis preparar a vossa defesa. Eu vos darei língua e sabedoria a que nenhum dos vossos adversários poderá resistir ou contradizer. Sereis entregues até pelos vossos pais, irmãos, parentes e amigos. Causarão a morte a alguns de vós e todos vos odiarão por causa do meu nome; mas nenhum cabelo da vossa cabeça se perderá. Pela vossa persistência salvareis as vossas almas” (Lc 21, 12-19).
    As palavras de Jesus aos seus discípulos são de alerta, mas igualmente de confiança. Alerta-os para as dificuldades que enfrentarão no cumprimento da missão de pregar a boa-nova, serão perseguidos e alguns deles sofrerão o martírio. O seguimento de Jesus não traz facilidades, mas há-de trazer a felicidade eterna.
    Com efeito, Deus não nos pede impossíveis e, por isso, Jesus sossega os seus discípulos para que tenham confiança, Deus acompanhá-los-á, protegê-los-á, e nem um só cabelo se perderá.
    Bem hajam, meus Amigos(as)!!
    E… jamais se esqueçam que aquilo que define a verdadeira Igreja de Jesus Cristo é: a Fé Inabalável, a Conversão Permanente, a União, trabalhar para a expansão do Reino de Deus através palavra dada e ensinada a todos; a Esperança, a Caridade ou o Amor (sem discriminações de nenhum género), o Serviço (a fé sem obras é morta), a Paz do coração e a Paz inquieta; a Humildade, a Adoração a Deus com autenticidade; o Martírio e a Misericórdia em todo o seu esplendor!
    Quem é a fonte da caridade ou do amor Cristão?
    Deus é a fonte de toda a caridade ou do amor cristão: “Deus é Amor, e quem permanece no amor permanece em Deus, e Deus nele” (1 João 4,16). “Caríssimos, amemo-nos uns aos outros, porque o amor vem de Deus” (1 João 4,7). “O amor de Deus foi derramado em nossos corações pelo Espírito Santo, que nos foi concedido” (Romanos 5,5).
    “Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis. Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros. (João 13:34,35) Estas são palavras do Mestre Nosso Senhor Jesus Cristo! Façamos por as cumprir em corpo, alma e coração.
    Que Deus vos proteja e vos abençoe!!!…
    Luís Carlos Matos (LCM)

    Curtir

    • Caro Luís Carlos Matos (LCM),
      Muito me alegra o fato de expressar um tal conhecimento das Escrituras, ainda que seja necessário discordar de você em relação a algumas coisas que menciona em seu discurso…
      Em relação ao fundamento, a Bíblia é muitíssimo clara em dizer que “ninguém pode por outro fundamento além do que já está posto, o qual é JESUS CRISTO” ─ 1 Coríntios 3:11.
      Além disso, não posso admitir que um líder da chamada igreja católica apostólica romana, denominado “papa” se arrogue sucessor de Pedro por diversas razões… Mas, de momento, basta sabermos que Pedro era casado, e o papa, pelo contrário, é solteiro. A Bíblia ordena que o bispo seja casado, e os bispos “católicos” não casam – veja Mateus 8:14, onde JESUS cura a “sogra de Pedro”, e 1 Timóteo 3:2 e Tito 1:7, onde há explicitamente a ordem de que “o bispo seja casado com uma só mulher”, e tenha seus filhos em sujeição… E a Palavra ainda fala: “porque, se alguém não sabe governar a sua própria casa, terá cuidado da igreja de Deus?” ─ 1 Timóteo 3:5.
      Em relação à prática da verdadeira Igreja, Luís, encontramos em Atos 4:34 que “entre os discípulos não havia necessitado algum”, porque entre os cristãos primitivos – exemplo a ser seguido por nós – os bens havidos são para que supramos uns as necessidades dos outros… Quem tem mais precisa repartir com quem tem menos… A verdadeira Igreja, Luís, não é uma instituição que junta tesouros e propriedades na terra, como fazem todas as religiões, contrariando o mandamento de JESUS em Mateus 6:19… Aquilo que recebemos, além das nossas necessidades, é para que possamos suprir as necessidades dos outros discípulos de CRISTO. Essa é nossa prática e vivência… Contra fatos, não há argumentos… Temos procurado viver a prática da vida da Igreja, porque é assim que a Palavra nos ensina (Atos 2:42-47; 4:32-35; 1 João 3:17; Deuteronômio 15:7-8; 2 Coríntios capítulos 8 e 9). Não participamos de qualquer instituição religiosa, porque a Igreja de CRISTO é um “organismo vivo” e não uma “organização”… A Igreja não precisa de templos porque “nós somos o templo do Espírito Santo” (1 Coríntios 3:16). Entendemos pela Bíblia que “a casa de DEUS somos nós, e que DEUS não habita em templos feitos por mãos humanas” (Hebreus 3:6; Atos 7:48; 17:24).
      Espero, sinceramente, que o SENHOR JESUS traga a você clareza sobre o Seu propósito para sua vida… Um forte abraço…

      Curtir

  2. Luis Carlos Matos disse:

    Posted by Luís Carlos Matos on Saturday, November 12, 2016

    Curtir

Seu comentário e opinião são importantes:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s